sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
quinta-feira , 17 agosto 2017
Retrato de grandes cineastas quando jovens: Lars von Trier

Retrato de grandes cineastas quando jovens: Lars von Trier

Para muitos ele é um doente, para outro tanto, um gênio, Lars von Trier não produz filmes que passam desapercebidos, sua obra pé contundente, plurissignificativa e inegavelmente bela, mesmo que se questione o conceito de beleza que ele reproduz. Polêmico desde sempre, foi um dos fundadores (junto com Thomas Vinterberg) de um movimento cinematográfico chamado DOGMA 95, que propunha a realização de filmes apenas com recursos básicos (câmera na mão, sem trilha sonora, efeitos especiais, sem cenários, etc.) Embora só tenha realizado um longa nos moldes radicais que propôs, a experiência abriu visibilidade internacional para sua arte, além de proporcionar clara influência em seu jeito particular de contar histórias exigindo interpretações marcantes e tomadas de cena precisas. Em 2000 realizou um dos filmes mais tristes da história, o fantástico Dançando no Escuro, com a islandesa Björk no papel de protagonista. Em 2003 chocou o mundo do cinema ao filmar um longa como uma peça de teatro, Dogville, protagonizado por Nicole Kidman. Trier é um autor de forte carga psicológica em suas narrativas, tanto plásticas quanto textuais,  sem temor de vasculhar os escombros da alma humana, acaba escandalizando a audiência com certa frequência, caso dos longas O Anticristo e Ninfomaníaca (último filme do diretor, dividido em duas partes). Veja abaixo a animação que a criança Lars, aos 11 anos, filmou:

Turen til Squashland / Viagem à Terra de Squash, de Lars Von Trier

Uma das suas obras mais antigas é o curta experimental “A Flor” (En Blomst), de 1971, quando tinha ainda 17 anos, no qual já mostra sua predileção por tomadas longas e pelo estilo mais rústico de captação de imagens, remetendo aos primórdios do cinema. Um curta tão estranho e experimental quanto qualquer outra obra do diretor dinamarquês, que tem um projeto curioso em andamento, um filme a ser lançado em 2024 contendo cenas gravadas desde 1991 (grava três minutos por ano em algum lugar da Europa) e que será a obra cinematográfica mais longa da história, no que se refere ao tempo que durou a produção.  Sobre esse projeto ele pouco revela, mas seu curta juvenil “A Flor” pode ser conferido abaixo:

Sobre Adriano Dias

Adriano Dias é um dos idealizadores do projeto, articulista e mergulhador no "mar de signos" em busca de formas curiosas e relevantes de cultura. Também leciona literatura, gramática e técnicas de redação como profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm