sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
sexta-feira , 28 abril 2017
Portões da Lituânia: Beleza e História

Portões da Lituânia: Beleza e História

Há pouco tempo, postamos aqui o trabalho incrível do fotógrafo português André Vicente Gonçalves (Janelas, janelas, janelas) que compilou uma coleção de fotos de janelas (predominantemente tiradas em Portugal), produzindo não apenas uma bela imagem de padrão estético desse objeto arquitetônico, mas também uma fantástica galeria técnica. Agora é a vez dos portões, mas não portões quaisquer, são portões de garagens com uma curiosa história por trás.

1

A artista responsável pelo projeto é a lituana Agne Gintalaite, que cresceu intrigada com um fenômeno característico de seu país, as garagens automotivas isoladas das casas de seus proprietários. Ela conta que as “cidades de garagens”, como chamavam seus conterrâneos, foram um produto do socialismo tardio que transformou o urbanismo do leste europeu, compondo uma parte importante e curiosa do tecido social.

Era comum que lituanos precisassem pegar trólebus para voltar para casa, após deixarem seu carro na garagem, tamanha distância que poderia haver entre ela e sua casa. Ela especula “Claramente, tais garagens não eram apenas uma questão de conveniência, mas sim, casas para automóveis, que, por sua vez, não eram tanto um meio de transporte, mas animais mecânicos de estimação, que exigiam tempo, atenção e um conjunto de ferramentas extraordinárias para corrigi-los.”

fullsreen_garage_2015_prusu-street_Internesmalltsmall1__880

doorsprusustreetsmallsmall__880

fullsreen_garage_2015_prusu-street_Internesmalltsmall__880

fullscreen2internetsmall__880

Com o esfacelamento da União Soviética, a vida e a arquitetura do leste europeu passaram a sofrer gradativas transformações e essa peculiaridade acabou se tornando memória, com as “cidades de garagens” tornando-se empreendimentos imobiliários mais coerentes. Mas Agne conta que, ao visitar uma loja da IKEA (um dos empreendimentos urbanos mais coerentes) nos arredores da capital Vilnius, deparou-se com 500 portas de garagem “olhando para mim, uma relíquia do passado me convidando para envolve-me com um mundo em que não havia IKEA, não havia consumo conspícuo, e carros quebrados. Eu aceitei seu desafio.”

  fullsreen_garage_2015_prusu-street_Internesmallt__880

BeautyRemains4internet__880

O projeto foi motivado não apenas pelo registro plástico, o incrível contraste de texturas, tintas gastas, ferrolhos, mas também como documento de uma época em que o envolvimento com o carro era uma tarefa imperiosamente realizada em coletividade, não havia reivindicações por garagens individuais, problemas em parar o carro em grandes centros urbanos. Ainda encontra nesse relato imagético o discurso de uma classe de pessoas que ainda permanece envolvida no modelo de vida que, com o fim do regime comunista, deixou de existir, assim como o espaço que, gradativamente desaparecerá, pois esses terrenos são, hoje, cobiçados por empreendimentos comerciais como a própria IKEA.

smallsmall_gates_cold_black__880 smallsmall_gates_black__880

Sobre Adriano Dias

Adriano Dias é um dos idealizadores do projeto, articulista e mergulhador no "mar de signos" em busca de formas curiosas e relevantes de cultura. Também leciona literatura, gramática e técnicas de redação como profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm