sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
sábado , 18 novembro 2017
Nervo Craniano Zero: o melhor do trash terror

Nervo Craniano Zero: o melhor do trash terror

O cartaz do filme avisa: “Criatividade ilimitada. Vida eterna. Reações adversas podem ocorrer.” Nervo Craniano Zero é o mais premiado filme de terror nacional dos últimos anos. Uma pérola de um gênero cujo maior expoente nacional é nada menos que Zé do Caixão. No século XXI, o nome a ser guardado é Paulo Biscaia Filho.

Antes de contar mais sobre a produção, o diretor, os prêmios que o filme recebeu e a forma inusitada como vem sendo exibido pelo Brasil, assista ao trailer “em cada crânio existe um nervo que não deveria existir”:

O filme é uma obra de arte em termos de cinema alternativo. Biscaia tem uma equipe experiente nos teatros curitibanos. O próprio filme já foi encenado como peça entre 2009 e 2010, pelo grupo de teatro Vigor Mortis, “espantando” a plateias de várias cidades brasileiras. O espetáculo era quase tão sangrento quanto o filme.

nervo3Em 2009, o diretor já havia realizado a façanha de conquistar prêmios internacionais do gênero horror trash com o longa “Morgue Story – Sangue, Baiacu e Quadrinhos”. Com cenas em preto e branco, câmeras tremendo, caras grotescas de espanto, mortos que levantam num necrotério, Biscaia apresentava-se ao mundo com todos os ingredientes cinematográficos para se tornar um ícone (foi premiado em festivais na Inglaterra, Estados Unidos e Argentina). Seu segundo filme, “Nervo Craniano Zero” é ainda mais bem acabado, mais engraçado e conta com uma atuação Femme Fatale de primeira da atriz e cantora (faz parte da “Banda Mais Bonita da Cidade”, lembra?) Uyara Torrente, além da protagonista, a ótima Guenia Lemos.

O argumento do filme é inusitado, trata-se da história de uma escritora com bloqueio criativo que recorre a uma técnica científica perigosa para não fracassar com seu segundo livro, instalar um chip que se encarregará de injetar cargas intensas de dopamina no seu cérebro, estimulando sua criatividade. Com medo de dar errado, a escritora arranja uma cobaia, daí para frente tudo desanda. Embora o filme seja recheado de clichês do cinema de terror, a trama é totalmente imprevisível, do começo ao fim. Destaque para a direção de arte de Paulo Vinícius, impecável na construção de um ambiente noir retrô, com sua bela estética anos 80.

bloodorama

As almas mais sensíveis podem se chocar com o volume de líquido vermelho que espirra na tela, aos borbotões, como diria o poeta. Mas a violência é tão grotesca que você se pega gargalhando sem perceber. Na verdade, trata-se mesmo de uma comédia de horror, ou de um horror humorístico.

Para divulgar o filme, com todo seu know-how de dramaturgo, Paulo Biscaia conduziu algumas sessões antológicas. A primeira foi realizada secretamente, com cenografia, música de terror, escuridão total, na Universidade Federal do Paraná (UFPR). Houve sessões em que a trupe jogava baldes de sangue cenográfico na plateia (metodologia chamada Bloodorama), que recebia até capa de chuva. No carnaval deste ano exibiram o filme ao ar livre (durante a Zombie Walk in), em Curitiba, com o áudio transmitido por FM.

Agora a Vigor Mortis lançará uma edição de seu grande sucesso em DVD por meio de crowdfunding (catarse.me), contando com extras como os registros das sessões Bloodorama e da transmissão ao ar livre citada, além de outras esquisitices. Mesmo para quem não é fã de bizarrices, é uma obra que deve ser vista, ao menos a título de curiosidade, pois você estará flagrando o nascimento de um cult movie que virará lenda.

Em tempo, o longa recebeu os seguintes prêmios:

MELHOR DIRETOR NO NEW ORLEANS HORROR FILM FESTIVAL
MELHOR FILME E MELHOR ATRIZ NO MONTEVIDEO FANTASTICO
MELHOR FILME ESTRANGEIRO NO ANOTHER HOLE IN THE HEAD DE SAN FRANCISCO.
BEST FX! NO THRILLER! CHILLER! DE GRAND RAPIDS, MICHIGAN.
5 TABLOID WITCH AWARDS / HOLLYWOOD INVESTIGATOR:
– Melhor Filme
– Melhor Atriz
– Melhor Edição
– Melhores Efeitos de Maquiagem
– Melhor Direção de Arte

Sobre Adriano Dias

Adriano Dias é um dos idealizadores do projeto, articulista e mergulhador no "mar de signos" em busca de formas curiosas e relevantes de cultura. Também leciona literatura, gramática e técnicas de redação como profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm