sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
sexta-feira , 23 fevereiro 2018
Mude o mundo, mas comece por você!

Mude o mundo, mas comece por você!

Por Catarina Basso Carvalho

Há muito tempo que o ser humano vem se empenhando para fazer do mundo um lugar melhor de se viver. Política, religião, ciência, educação e  tecnologia vem se superando na tentativa de cumprir com as promessas de um futuro mais generoso para a humanidade.  A quantidade de revoluções e guerras que passamos, literalmente ficaram na história. Temos que reconhecer, não foi fácil chegar onde estamos…mas onde estamos mesmo?

É duro constatar, o futuro chegou (veja também http://semema.com/programas-que-leem-nossas-emocoes-estao-prontos-e-ja-sao-usados/) e apesar de tantas lutas, informações e tecnologias, ainda não conseguimos, transformar o mundo num lugar melhor para se viver e observar nosso passado faz crer que pouca coisa mudou de fato, aquilo que deveria ser usado em favor da humanidade toda continua favorecendo a uma minoria que nem se quer tem necessidade de ser favorecida. O que fazer? Vamos às ruas, vamos fazer mais uma guerra civil? Vamos esperar sentados nossas “autoridades” resolverem nossos problemas?

Infelizmente nossos ideais acabam sucumbidos pelo “amor ao poder”, como nos ensinam nossos governantes, que antes de ocuparem seus altos cargos, eram trabalhadores, gente como a gente, companheiros!

Precisamos mesmo é de um reforma íntima, uma revolução nunca vivida antes, onde o foco principal seja o fortalecimento do caráter,  para ajudar o indivíduo a não vacilar diante das propinas e falcatruas que lhe serão oferecidas ao longo da sua vida, até que o poder do bem ganhe tanta força que não existirá um só ser que veja benefícios em prejudicar o outro e o planeta!

Precisamos distorcer o estigma de que o bem  não vale a pena, que ser bom não leva ninguém a lugar nenhum, pois se o bem não exige recompensa é melhor permanecermos no mesmo lugar em paz com a vida do que ir evoluindo para o buraco e levar todo o mundo junto!

O mundo sempre foi e sempre será neutro, como uma tela cinematográfica, veremos projetado nele nossa realidade individual, ou seja, se o mundo anda mal é porque a grande maioria das pessoas estão pensando mal e se comportando mal, não adianta mudar governo, fazer passeata, se o próprio homem não está disposto a mudar seus hábitos (http://semema.com/10-truques-para-convencer-seu-cerebro-a-fazer-o-que-voce-quer/) e curar seus vícios, seria como esperar ver um filme diferente mudando apenas a tela cinematográfica . Somos um, independente da nação, credo ou partido, e admitir essa realidade nos faz entender que quando uma pessoa explora outra, embora se obtenha lucro ou prazer momentâneo, o prejuízo vem a longo prazo e vamos dividir essa conta pagando com juros o preço, inclusive de sermos coniventes. Não basta somente deixar de fazer o errado, temos que aprender a fazer o bem, em gestos pequenos e grandes, em escalas cada vez maiores!

É crescente o número de participantes dessa revolução interior, essas pessoas já perceberam que se a mudança que queremos não começar em cada um, será apenas mais uma ilusão provavelmente utilizada para nos subjugar novamente. Vivemos um tempo de mudança, está no ar e em uma série de novas ações sociais um novo modelo de relações humanas, baseado na colaboração, cooperação, busca por desenvolver novas habilidades, companheirismo, apreço pelas belezas naturais (menosprezo por belezas estereotipadas), firmeza no amor, confiança no bem, no poder da gentileza. Essas são armas de uma revolução que silenciosamente está mudando o mundo exatamente agora, com menos discurso e mais atitude.

Sem precisar nos apoiarmos em qualquer religião, partido ou nos isolarmos em comunidades separatistas, usando apenas dos melhores instrumentos que a natureza nos deu, o cérebro e o coração, com todo respeito à biodiversidade, vamos edificando uma realidade muito melhor em nós e consequentemente no mundo.

Transformação é uma decisão, é uma batalha diária que tem que ser primeiro incutida em nossa forma de pensar, na postura de não querer ludibriar o próximo, mesmo isso parecendo nos beneficiar muito. Somente dando vazão a um movimento interior, silencioso e constante, com firmeza no propósito do Bem, poderemos, aos poucos, ver um mundo melhor refletido diante dos nossos olhos.

Veja na íntegra o filme “Quem se importa”:

Sobre Catarina Basso Carvalho

Catarina Basso Carvalho é professora de musicalização infantil, empresária, massoterapeuta e profunda investigadora dos meandros do espírito humano. Motivada pela bem aventurança social, compartilha sua busca em forma de palavras, projetos e ideias.

3 comentários

  1. Simplesmente fantástico!

  2. Olá Pessoal, como estão?
    Seus links estão liberados para serem divulgados no Agregador do Portal Teia, estamos esperando, pode enviar links todos os dias, vocês tem espaço vip!
    Até mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm