sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
terça-feira , 20 fevereiro 2018
Como sentir as pessoas mais próximas

Como sentir as pessoas mais próximas

(Ilustração editada de Diana Dypvik)

Os termos próximo e distante, junto e longe, são tão comuns que não percebemos que podem se referir a três tipos de situações: tempo, espaço e relação social. Pois um grupo de psicólogos americanos publicou um artigo expondo uma descoberta interessante, que permite uma série de especulações sobre o funcionamento de nossa mente a este respeito e, consequentemente, possíveis intervenções para resolver problemas de relações sociais, como timidez, por exemplo. Veja as ilustrações artísticas a seguir e perceba como as imagens sugerem intimidade, reforçada pela proximidade espacial:

Quando queremos dizer que algo está a uma pequena distância da gente, em termos espaciais, usamos palavras como perto, próximo, junto (aquela casa próxima ao supermercado)são as mesmas palavras usadas para dizer que alguma pessoa é íntima, nos conhece bem (sou muito próximo de meu pai), além de podermos usar os mesmos vocábulos para designar relações temporais (próximo da hora do almoço eu preciso ir embora). Curioso que não fazemos confusão, são expressões claras, cada uma com seu sentido e raramente não entendemos o enunciado corretamente. O Departamento de Psicologia e Ciências do Cérebro de Dartmouth College, EUA, trabalhou com escaneando vários cérebros estimulados com os termos da língua inglesa “far”, “close”, “near”, “later”, que funcionam, como em nosso idioma, com múltipla possibilidade significativa. Chegaram à verificação que a mesma área do cérebro é responsável pela interpretação desses conceitos, no caso, o lóbulo parental inferior direito, que julga-se ser responsável pelo processamento da noção espacial.

Na prática, essa descoberta permite que se reavalie uma série de condutas e percepções comuns em nosso dia a dia, além de reforçar várias diretrizes educacionais e de comportamento psicológico. Vejamos algumas:

– Colocar pessoas tímidas para realizar atividades em grupo (na escola para crianças ou como terapia em empresas);
– Quando seus filhos brigam, colocá-los de castigo (para pensar) juntos, lado a lado ou de mãos dadas, independente de quem foi o possível culpado da briga;
– Quando um casal está em crise, estimula-se a que realizem uma terapia conjunta, lado a lado, que viajem juntos, passem mais tempo um perto do outro (espacialmente);
– Quando estamos longe espacialmente de alguém muito querido e íntimo (próximo socialmente), lembrar dessa pessoa pode trazer a sensação de que está por perto;
– Para estimular as relações interpessoais, principalmente em pessoas tímidas, a maior parte das correntes da psicopedagogia dá como diretriz que se realizem atividades em grupo com estes indivíduos (crianças ou adultos), pois a proximidade espacial estimulará seu senso de proximidade social;
– O tempo cura (o passar do tempo faz com que a sensação de intimidade, proximidade social, diminua);

Veja as ilustrações abaixo e perceba como sugerem distanciamento social, separação, a partir da estética da separação/distanciamento espacial:

Ou seja, não só já buscávamos soluções para questões de proximidade social, relacionamento pessoal com proximidade física, como já percebíamos essa intersecção em nossas emoções intuitivamente. A comprovação científica abre caminho para que se criem estratégias mais eficazes de uso dessa proximidade conceitual, seja para facilitar o desenvolvimento de habilidades de socialização, ou até em tratamentos de problemas (patológicos ou circunstanciais) relativos a apego sentimental, como a obsessão por acumular objetos e não conseguir se desfazer deles.

Se o cérebro trabalha na mesma região essas noções, estimular a sensação de estar longe de algo muito querido pode ajudar a lidar com a ansiedade, por exemplo, ou contribuir para o enfrentamento de perdas irreparáveis, como a morte de alguém querido, ou um processo de separação. Quando alguém vivencia a morte de um ente muito querido e sente dificuldades em superar a dor, é comum incentivarmos a distanciar-se (ou ao menos diminuir o contato) do ambiente em que se relacionava com aquele que se foi, ou viajar por um tempo (o tempo cura).  Intuitivamente, estamos propondo uma terapia de desapego social baseada no distanciamento espacial ou temporal.

Fazer estas relações com o conhecimento comum pode fazer parecer que a descoberta seja irrisória, óbvia, mas ela garante um terreno mais sólido no qual se possam criar metodologias de abordagem da mente humana. Psicólogos, pediatras, equipes de marketing e de outros campos que lidam com a percepção de realidade passarão a desenvolver técnicas de intervenção psicológica, recondicionamento comportamental e sensibilização cada vez mais eficientes.

Outra questão importantíssima levantada pelos resultados dessa pesquisa diz respeito ao papel da linguagem na concepção de realidade em nossa mente, pois o estudo foi feito na língua inglesa. Ou seja, em um idioma em que os termos que expressem proximidade e distância espacial, social e temporal forem únicos e distintos, será que o cérebro também realiza no mesmo lugar o processamento da informação? Essa verificação pode ajudar a entender a relação entre linguagem e percepção de realidade, base de ciências como a própria psicanálise.

O que a equipe de pesquisa americana conseguiu foi criar um campo prolífero de análise e especulação. Laboratórios do mundo todo estão se debruçando sobre o cérebro humano tentando desvendar seus mistérios. O resultado dessa pesquisa é um facho de luz sobre um caminho a ser seguido.  Constantemente divulgamos artigos relativos à ciência da mente e suas descobertas. Interessado? Veja os mais interessantes:

10 truques para convencer seu cérebro a fazer o que você quer

O amor é químico e está disponível na farmácia

Desvendando os segredos da mente e seus poderes

Programas que leem nossas emoções estão prontos e já são usados

Sobre Adriano Dias

Adriano Dias é um dos idealizadores do projeto, articulista e mergulhador no "mar de signos" em busca de formas curiosas e relevantes de cultura. Também leciona literatura, gramática e técnicas de redação como profissão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm