sudo yum install newrelic-php5 sudo newrelic-install install
terça-feira , 21 novembro 2017
Antes da Europa, conheça: INHOTIM

Antes da Europa, conheça: INHOTIM

 P1090844Fica logo ali, em Minas Gerais. A cerca de 40 minutos de Belo Horizonte (antes ou depois, dependendo de onde você venha), em uma cidadezinha chamada Brumadinho. Trata-se do famoso “maior museu a céu aberto do mundo” e, acredite, é um dos passeios mais sensacionais que se pode fazer em um final de semana.

– Mas eu nem gosto muito de arte, prefiro um passeio em um lugar que seja bonito, glamoroso: vá a Inhotim!
– Mas eu gosto de coisa diferente, quero sair do país para ver variedade: vá a Inhotim!
– Mas eu só acho que vale a pena viajar se for para ter uma experiência da qual nunca vou me esquecer: vá a Inhotim!

De preferência, hospede-se em Brumadinho, para garantir um passeio tranquilo. Caso seja possível, reserve dois dias de visita ao parque, pois o lugar é gigante, os prédios de exposição são distantes e é gostoso demais estar lá, não vale a pela fazer esse roteiro com pressa. Contudo, se só houver um dia a disposição, aceite a ideia de que não conseguirá dar conta do que o museu tem a oferecer e prepare-se para ir embora com vontade de voltar.

640px-Doug_Aitken_BrumadinhoUma rápida busca no Google sobre esse parque-museu vai revelar uma série de artigos transbordando elogios ao lugar. É difícil criticar ou achar defeitos num passeio por um enorme bosque cuidadosamente arborizado, como se a própria disposição da natureza já constituísse uma, talvez a maior delas, obra de arte. O paisagismo é tão bem cuidado que leva o visitante com a famosa síndrome brasileira de vira-latas exclamar: “Nossa! Nem parece que estou no Brasil!”. O parque conta com o maior acervo (em termos de variedade) de palmeiras do planeta.

Inhotim_3São 21 galerias, além de 23 exposições a céu aberto, com obras de artistas contemporâneos consagrados, como Hélio Oiticica, Amílcar de Castro, Chris Burden, Cildo Meireles, entre outros, dispostos em um jardim botânico de 1.000.000 de metros quadrados. Cada uma das galerias já é uma obra de arte, no caso, arquitetônica. Algumas delas são tão bonitas que vêm sendo retratadas nas mais respeitadas exposições internacionais do gênero, como no Carnegie Museum of Art, em Pittsburgh, Estados Unidos. Alguns apaixonados por arquitetura chegam a vir ao Brasil exclusivamente para visitar as famosas galerias do museu, afinal, não é comum visitar em um mesmo espaço 23 prédios concebidos por grandes escritórios arquitetônicos brasileiros.

E cada um desses prédios abriga uma exposição de arte contemporânea relevante, conforme a programação do museu, que pode ser conferida previamente pelo seu site: INHOTIM. A curadoria é cuidadosa, no sentido de oferecer ao visitante experiências variadas, que vão desde obras de arte clássicas, como pintura e escultura, até instalações em que a vivência artística é mais interativa, multimídia, mais difícil de ser categorizada. A multiplicidade de experiências estéticas e sensoriais garante que o museu agrada a gregos e troianos. Em diversos momentos esquece-se que se está em um museu, que se está perante uma obra de arte, parece mais um parque de diversões, com piscina, uma sala de colchões para pular, luneta caleidoscópica gigante, labirinto, luz estroboscópica. É uma aventura sensacional.

6198764953_b2f224109a_bÉ uma jornada cansativa, tanto pela caminhada necessária, mesmo que você pague o direito a usar o transporte motorizado de dentro do parque, quanto existencial, pelo volume intenso de sensações que o visitante é levado a experimentar.

Apenas uma ressalva: comer no parque pode causar stress. Há alguns restaurantes e lanchonetes espalhados, mas é comum que nem todos estejam funcionando. O restaurante principal tem preços proibitivos e pode ser que a lanchonete acabe por lotar além da conta, até porque ninguém quer perder tempo em um lugar desses, ansioso por dar conta de tudo o que há para ver. Dica: leve o famoso tupperware recheado de pão de forma com presunto e queijo, alguns pacotes de bolacha e gaste apenas com bebida, é só um dia de sua vida, não perca a paz do lugar por causa de comida.

Veja o vídeo documentário sobre o museu, com uma entrevista com o fundador do instituto e do parque, Bernardo Paz, narrando a concepção do projeto:

 

Sobre Adriano Dias

Adriano Dias é um dos idealizadores do projeto, articulista e mergulhador no "mar de signos" em busca de formas curiosas e relevantes de cultura. Também leciona literatura, gramática e técnicas de redação como profissão.

3 comentários

  1. Chegando em Confins ou na Pampulha conte com nossos serviços de traslados e/ou transporte executivo. Os menores preços de Belo Horizonte, com qualidade garantida!

    Iremos lhe ajudar e podemos lhe levar para conhecer vários outros pontos interessantes da região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Scroll To Top
sudo rpm -Uvh http://yum.newrelic.com/pub/newrelic/el5/i386/newrelic-repo-5-3.noarch.rpm